Saúde e bem estar

Grávida pode tomar ibuprofeno?

O ibuprofeno é um dos medicamentos mais conhecidos. Trata-se de um anti-inflamatório indicado para combater febre e dores leves a moderadas, com o objetivo de aliviar dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta, entre outras.

Assim como os outros, esse analgésico ajuda-nos a se livrar de certas dores. Porém, uma dúvida muito comum a seu respeito é se ele é indicado para mulheres grávidas, ou seja, grávida pode tomar ibuprofeno?

Se você também tem essa dúvida, leia o conteúdo até ao final e tire suas dúvidas.

Grávida pode tomar ibuprofeno?

Não. Especialistas recomendam não tomar ibuprofeno durante a gravidez, pois, o uso de ibuprofeno na gravidez pode causar danos ao bebê. No primeiro trimestre de gravidez, ele pode aumentar a possibilidade de malformações cardíacas ou outras anomalias congênitas, como falhas na parede abdominal.

Já no segundo trimestre de gravidez, os especialistas recomendam, ainda, não fazer o uso de ibuprofeno apesar de não haver certeza sobre os efeitos da droga à saúde do bebê.

Logo depois, no terceiro trimestre (a partir da 28ª semana de gestação) pode provocar diminuição da quantidade de líquido amniótico e, por consequência, afetar severamente o desenvolvimento dos pulmões do bebê.

Além disso, o uso de ibuprofeno no terceiro trimestre pode afetar o coração e retardar o parto.

Por fim, e resumindo, tomar ibuprofeno em qualquer trimestre da gravidez aumenta os riscos de aborto natural.

O que tomar no lugar do ibuprofeno?

Se você deseja aliviar dores na gestação, o mais seguro e recomendado por especialistas é o paracetamol.

Se por acaso o paracetamol não produzir o efeito desejado, não recorra ao ibuprofeno e, antes de qualquer medida, consulte o seu médico para uma melhor recomendação.

Ibuprofeno pode dificultar a gravidez?

Sim. O uso de ibuprofeno não é apenas desaconselhado para gestantes, mas também para mulheres em idade fértil e que estão tentando engravidar.

O uso de ibuprofeno reduz a produção de prostaglandinas, hormônio necessário para a ocorrência da ovulação e para que o embrião consiga aderir à parede do útero.

Artigos Relacionados

Com isso, este medicamento reduz a capacidade da mulher de conceber e por isso não é recomendado também para as mulheres que querem ficar grávidas.

Mais artigos:

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!