Saúde e bem estar

Grávida pode andar de bicicleta?

Entre as dúvidas mais comuns entre as mulheres grávidas está essa: Grávida pode andar de bicicleta?

Não é novidade que as gestantes estão sempre se perguntam o que fazer e o que não fazer durante a gestação.

Para muitas, suas atividades diárias deixam de fazer parte de sua rotina pela dúvida de que possa prejudicar a sua saúde e a do bebê. Mas será que isso pode acontecer se andar de bicicleta?

Grávida pode andar de bicicleta?

Grávida pode andar de bicicleta?

Felizmente, em uma gravidez saudável e sem riscos, é possível pedalar praticamente até o parto. Claro que podem ser necessárias algumas adaptações, como mudar o tipo de percursos e deixar de lado um pouco alguns pedais mais extremos.

Contudo, segundo o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, atividades físicas que envolvem o risco de queda, como andar de bicicleta, devem ser executadas com cautela pelas gestantes.

Benefícios de andar de bicicleta na gravidez

Ao invés de prejudicar, a prática de qualquer atividade física, incluindo o ciclismo durante o período de gestação permite que as mulheres continuem ativas.

Além disso, as vantagens são inúmeras — tanto para as mães quanto para os filhos. Nas mães (gestantes) andar de bicicleta na gravidez é uma ótima forma de aumentar a resistência durante o parto e ajuda na recuperação pós-parto.

E não para por aí: pedalar também trabalha questões emocionais, pois relaxa e combate o estresse. 

Um importante benefício de andar de bicicleta durante a gravidez é que pedalar estimula a circulação sanguínea por todo o corpo.

Assim, proporciona resultados positivos, como a melhora do condicionamento físico, o emagrecimento, o fortalecimento muscular de membros inferiores, o controle de doenças crônicas, entre outros.

Mas, em que período da gestação devo parar de pedalar?

Como dissemos acima, felizmente, em uma gravidez saudável e sem riscos, é possível pedalar praticamente até o parto. Ou seja, de acordo com especialistas, a grávida pode andar de bicicleta até o fim da gravidez.

Artigos Relacionados

No começa, ainda no primeiro trimestre da atividade física é normal a grávida sentir cansaço excessivo, enjoo matinal, entre outros sintomas incômodos, isso ocorre através de alteração nos hormônios que acontece nesse período (primeiro trimestre).

Mas nem todas gestantes passam por isso, algumas mulheres costumam não ter complicações no início da gravidez. Porém, após o primeiro trimestre, é necessário prestar atenção, pois o centro de gravidade se desloca e você pode perder o equilíbrio, aumentando o risco de quedas.

Além disso, o peso e a barriga podem ser outros fatores incómodos. 

Mais artigos:

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!