Negócios

Comportamento organizacional: o que é e qual o seu conceito

Toda a organização tem uma cultura, crenças e valores que se traduzem em comportamentos e forma de pensar e agir.

O comportamento organizacional é o conjunto de ações e atitudes praticadas pelas pessoas que compões a organização.

Portanto, neste artigo vamos identificar: as disciplinas relacionadas; o conceito; os elementos consequentes; e a importância do comportamento organizacional.

Passamos a maior parte das nossas vidas dentro de organizações ou em contacto com elas, seja trabalhando, aprendendo, divertindo-se, comprando ou usando os produtos ou serviços por elas ofertados.

Por essa razão, é fundamental que conheçamos como elas são e, principalmente, como elas se comportam.

Qual é o campo de estudo do comportamento organizacional?

O campo de estudos do comportamento organizacional oportuniza compreender o que as pessoas fazem nas organizações e como esse comportamento afeta o desempenho das empresas.

Origens do comportamento organizacional

As pesquisas sobre o comportamento organizacional têm suas origens no fim da década de quarenta, quando pesquisadores das áreas de psicologia, sociologia, ciência política, economia e antropologia se reuniram em um esforço para desenvolver um corpo abrangente de conhecimentos organizacionais.

Conceito de comportamento organizacional

O comportamento organizacional é um campo de estudos que possibilita prever, explicar, entender e modificar o comportamento humano no contexto das empresas.

Busca-se, a partir disso, compreender os comportamentos individuais, os comportamentos das pessoas em grupos ou equipes e o comportamento das organizações em sua totalidade.

Elementos consequentes que são influenciados pelo comportamento organizacional

Podemos identificar cinco elementos consequentes que são influenciados pelo comportamento organizacional:

  1. Produtividade: avaliar o comportamento organizacional permite identificar os fatores que influenciam a eficiência e eficácia de indivíduos, grupos e da própria organização;
  2. Absenteísmo: definido como o não comparecimento do profissional ao trabalho, prejudicando o seu desempenho e o da empresa;
  3. Rotatividade: representada pela mudança constante do quadro de profissionais da empresa. A alta rotatividade resulta no aumento de custos e na dificuldade de gerenciar e manter equipes capacitadas;
  4. Comportamentos de cidadania organizacional: nos quais os profissionais desempenham suas atividades ultrapassando as exigências funcionais do cargo;
  5. Satisfação no trabalho: está relacionada ao estado emocional positivo do profissional e suas percepções e sentimentos em relação ao trabalho.

Espera-se, portanto, que aspectos relacionados aos indivíduos, aos grupos de trabalho e ao sistema organizacional influenciem na produtividade, no absenteísmo, na rotatividade, nos comportamentos de cidadania e na satisfação com o trabalho;

Tópicos que constituem a área de estudos do comportamento organizacional

Podemos destacar alguns tópicos que constituem a área de estudos do comportamento organizacional, tais como a motivação, o poder e a liderança, a comunicação, a estrutura e o processo e grupos e equipes, o desenvolvimento de atitudes, os processos de mudança, a gestão de conflitos e as emoções e sentimentos dos profissionais.

Aspectos contextuais que justificam a importância dos estudos sobre o comportamento organizacional

Dos aspectos contextuais que justificam a importância dos estudos sobre o comportamento organizacional e, como consequência, do conhecimento sobre o comportamento humano nas organizações destacam-se os seguintes:

  • A globalização, que levou as organizações a ultrapassarem as fronteiras dos seus países de origem e incentivou os executivos a aprenderem a lidar com pessoas de diferentes culturas;
  • A gestão da diversidade da força de trabalho, com organizações cada vez mais heterogêneas no que se refere ao gênero, idade, religião, etnia e orientação sexual dos profissionais;
  • A necessidade de melhorar a qualidade e a produtividade para manter as organizações competitivas;
  • A criação de uma cultura pró-cliente, na qual o comportamento dos profissionais está associado à satisfação dos clientes;
  • A valorização das habilidades humanas para o crescimento dos profissionais e para o sucesso das empresas; O fortalecimento das pessoas nas organizações, a partir da delegação, da autonomia e de processos mais participativos;
  • O fomento da inovação e da mudança planejada, a partir do estímulo da criatividade e da resiliência dos profissionais;
  • A interconectividade das organizações, permitindo que as pessoas trabalhem juntas, mesmo que estejam em lugares diferentes; A noção de que tudo é temporário e que é necessário criar uma cultura organizacional voltada para a mudança;
  • A necessidade de favorecer o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos indivíduos;
  • A valorização dos comportamentos éticos, com a definição clara das atitudes consideradas adequadas a partir da cultura organizacional.

Nota final

Neste post, você conheceu as disciplinas relacionadas e o conceito de comportamento organizacional, bem como seus elementos consequentes e sua importância para o desempenho empresarial.

Agradecemos por ter lido até o final!

Leia também:

error: Content is protected !!

Adblock Detectado

Por favor, ajuda-nos a manter este site, desactivando o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo. Obrigado!