Negócios

Empreendedorismo social: o que é, qual a sua importância e princípios

O empreendedorismo social é o processo através do qual indivíduos, organizações e empresários utilizam estratégias empresariais para alcançar um objectivo social ou ambiental, gerando ao mesmo tempo receitas através da venda de bens e serviços.

Um empreendedor social é, portanto, uma pessoa que explora oportunidades de negócio que têm um efeito positivo na sua empresa, sociedade ou no planeta.

Vamos falar ao longo deste artigo das diferenças entre uma empresa social, uma empresa sem fins lucrativos e organização de caridade e depois, do outro lado disso, uma organização com fins lucrativos e onde reside o empreendedorismo social no meio disso.

Empreendedorismo social versus empreendedorismo tradicional

É importante lembrar que uma empresa social utiliza estratégias de negócios para alcançar o impacto social ou ambiental.

Isso significa um modelo de empresa social é um modelo para fins lucrativos e que o lucro provém da venda de bens e serviços. No entanto, empreendedores sociais diferem de empresários tradicionais de duas maneiras: Rendimento e proposta de valor.

Rendimento

Quanto as estratégias de rendimento, estas estão diretamente ligadas a missão.

Por isso tudo o que entra no negócio, todas as receitas são direcionadas em ajudar a fazer crescer esse empreendimento social.

Isso significa que à medida que a empresa cresce também aumenta o impacto social e, em última análise, essa é a missão de uma empresa social.

Proposta de valor

As empresas sociais são conduzidas por uma proposta de valor mista, buscando um equilíbrio entre a componente financeira e retornos sociais, ambientais ou culturais.

Enquanto que muitas vezes, as empresas com fins lucrativos são concentradas em uma abordagem de fundo singular, ou seja orientadas principalmente na maximização dos lucros.

Os empreendedores sociais são um pouco diferentes porque não focam apenas nos fins lucrativos que também é uma grande componente do empreendedorismo social certamente, mas ao mesmo tempo fazem a mistura proposta de valor ajudando a conduzir a missão através daquelas estratégias com fins lucrativos.

Empreendedorismo social versus empreendedorismo sem fins lucrativos

O empreendedorismo social é muitas vezes confundido com o empreendedorismo sem fins lucrativos devido algumas semelhanças nos seus modos de atuação, mas eles são completamente diferentes.

As organizações sem fins lucrativos e caritativas são realmente guiadas pela missão que é muito semelhante a uma empresa social, no entanto as instituições sem fins lucrativos dependem do financiamento do governo, subvenções comunitárias e doações individuais para poderem materializar os seus projectos.

O empreendedor sem fins lucrativos também gera alguns rendimentos para apoiar os seus projectos sociais ou ambientais através de eventos de angariação de fundos, taxas de adesão e patrocínios empresariais.

No entanto, importa referir mais uma vez que isso não é uma empresa social, pois uma empresa social é uma entidade com fins lucrativos.

Princípios do empreendedorismo social

O empreendedorismo social está assente em alguns princípios entre os quais destacamos três princípios fundamentais:

  1. Intenção

A intenção é a motivação para criar o negócio e para onde é que isso o conduz.

Como mencionamos anteriormente, a missão de uma empresa social é conduzir uma estratégia de negócio que tenha impacto não só a nível das receitas da empresa, mas também social, ambiental e cultural.

Geralmente através de uma empresa social é muito evidente e claro qual é a motivação para querer iniciar o seu negócio.

  1. Impacto

Este deve ser específico e também mensuráveis. Uma forma de identificar uma empresa social é realmente ver como é o seu impacto no ambiente onde está inserida.

Esta é uma componente realmente importante de uma empresa social porque está a tentar mudar um desafio social, ambiental ou cultural e, portanto, é fundamental ver como está a fazer isso e em que condições. Por isso o impacto precisa ser específico e deve ser mensurável.

  1. Rendimento

Mais uma vez, precisamos manter em mente que uma empresa social tem também a componente de lucro. Ela obtém receitas através da venda de um produto ou serviço.

Modelo de negócio de uma empresa social

Normalmente o modelo de uma organização social é de duas faces, ou seja, ele tem o lado empresarial através da venda de bens e serviços (que é de onde provém suas receitas) e o outro lado tem que ver com os aspectos sociais e ambientais.

Conclusão

O empreendedorismo social em uma sociedade moderna oferece uma forma altruísta de empreendedorismo que se concentra nos benefícios que a sociedade pode colher.

Ele depende de muitos factores relacionados com o impacto social que os negócios empresariais tradicionais não dão prioridade.

Os empreendedores sociais reconhecem problemas sociais imediatos, mas também procuram desenvolver soluções inovadoras, mobilizando recursos para afetar a sociedade como um todo.

Leia também:

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!