Saúde e bem estar

O que significa útero em AVF?

O que significa útero em AVF?

O útero em AVF é uma condição em que o útero da mulher se encontra retrovertido ou invertido, ou seja, em vez de deitar para frente em sentido da barriga ele é viradinho para trás no sentido das costas.

Estudos mostram que entre 15% e 25% das mulheres possuem o útero retrovertido ou invertido.

Muitas pessoas se perguntam se é normal a mulher apresentar o útero retrovertido e o que pode acarretar?

Se você é uma dessas pessoas e quer saber as respostas para estas perguntas não pare de ler porque neste artigo vamos abordar sobre o útero retrovertido ou invertido.

Como referimos o útero AVF ou útero retrovertido é uma condição em que o colo do útero se encontra apontado para cima.

A posição do útero na pelve da mulher depende de um sistema de sustentação e de um outro sistema que se chama suspensão.

Eles são feitos por ligamentos, por músculos e em algumas pessoas esses ligamentos puxam um pouquinho mais para trás, o que leva a inversão do útero.

Principais causas do útero retrovertido

Algumas mulheres podem apresentar a condição do útero retrovertido desde o nascimento.

No caso de outras mulheres a retroversão pode se verificar nas seguintes situações:

  • Durante o parto (posição geral transitória);
  • Flacidez dos ligamentos que fixam o útero a pelve;
  • Presença de miomas e outros.

Vou ter algum problema na vida?

Não! É apenas uma alteração anatômica do teu útero, que não traz nenhum problema grave para a sua vida e além disso como referimos acima, na maioria dos casos a mulher já nasce com o útero retrovertido.

Vou conseguir engravidar?

Quem tem o útero retrovertido consegue engravidar sem qualquer dificuldade.

Artigos Relacionados

Quando a mulher está menstruada o fluxo sanguíneo desce como se fosse um escorregador.

Ele desce mais fácil quando o útero é enviado para trás como se ele fizesse um esforço contra a gravidade para que o sangue consiga em seguida ser enviado via vaginal.

No caso das mulheres com o útero invertido o útero se esforça um pouco mais para empurrar o sangue menstrual para fora, podendo causar algum desconforto como cólica menstrual, uma dor lombar, dor nas costas ou ainda uma dor sacral e é apenas essa a diferença na hora de engravidar.

Portanto, a gravidez vai crescer e vai ocupar todo o abdômen da mesma forma que o útero virado para trás vai ocupar.

Quando é feito o diagnóstico do útero invertido

Geralmente o diagnóstico do útero retrovertido ou invertido é feito durante os exames de rotina, quando o ginecologista está colhendo o preventivo.

Ele pode ser feito via transvaginal ou ultrassom pélvico.

Tratamento de AVF

Não há necessidade de nenhum tratamento. A mulher com útero retrovertido AVF consegue ter uma vida normal, o que é preciso salientar é que existe uma doença chamada endometriose.

A endometriose tem como uma das principais causas o fluxo retrógrado, onde o fluxo de sangue não consegue sair pela vagina e volta pelas trompas, podendo ser alojado no abdômen da mulher.

Como o útero retrovertido não obedece este fluxo normal como mencionamos anteriormente, ele tem de fazer uma força contra a gravidade e um pouco mais de sangue pode refluir.

Assim, as mulheres com o útero retrovertido têm uma chance um pouquinho maior de ter endometriose.

Nota final

Se você fizer parte dos 15% de mulheres que têm o útero retrovertido ou invertido, fique tranquila e apenas converse com seu ginecologista, faça o diagnóstico e peça ele algum comprimido para cólica se houver.

Mais artigos:

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!