Saúde e bem estar

O que significa lactobacillus sp no preventivo?

O que significa lactobacillus sp no preventivo?

O microbioma vaginal é formado por diversas comunidades de microorganismos comensais simbióticos e patogênicos.

Em grande quantidade estão os lactobacillus ou bacilos de doderlein bastonetes gram-positivos que são responsáveis pela manutenção de uma vagina saudável.

Na segunda metade do ciclo menstrual ocorre um aumento nos níveis de progesterona, favorecendo a produção de vacúolos de glicogênio e células intermediárias do epitélio escamoso.

Os lactobacilos degradam as células intermediárias, consumindo glicogênio presente nelas, fenômeno esse denominado frutose.

O glicogênio é usado pelos lactobacillus para gerar o ácido lático que torna-se no PH vaginal. Este PH faz com que não seja possível a invasão de micro-organismos causadores de doenças naquele ambiente.

Principais aplicações dos lactobacillus sp:

  • Apresentam forma bacilar ou cocobacilar;
  • São anaeróbios facultativos e fazem fermentação lática;
  • São heterotróficos;
  • São desprovidos de projetos;
  • Degradam açúcares para sua sobrevivência gerando o ácido lático como subproduto após a ovulação.

Principais situações que se registam o predomínio de lactobacillus

O predomínio de lactobacillus acontece na fase luteínica do ciclo menstrual na gravidez, na menopausa precoce e durante a administração de hormônios, especialmente progestágenos na microbiota vaginal.

Também podem ser encontrados em pouca quantidade bactérias denominadas fotos, que recebem nomes diferentes para determinados agrupamentos.

Essas bactérias não necessariamente significam infecção, podendo ser visualizadas em esfregaços atróficos e nada mais são do que ausência de células intermediárias e superficiais.

Devido à falta de progesterona essa condição ocorre em crianças e mulheres pós-menopausadas e no esfregaço atrófico encontram-se predominantemente células basais e pequenas estruturas com aspecto de sujeira indicam a presença dos corpos além de uma coloração mais pálida em relação à esfregaços lactobacillales.

Presença de corpos que podem causar doenças

Alguns corpos podem causar doenças como é o caso da neisseria gonorrea (Neisseria gonorrhoeae), que é um diplococo gram-negativo causador da gonorreia.

Essa doença é adquirida por contato sexual que pode causar um intenso processo inflamatório.

Artigos Relacionados

As manifestações clínicas são corrimento purulento, sangramento endocervical, fluxo vaginal anormal ou micção dolorosa.

A neisseria gonorrhoeae produz alguns lipopolissacarideos que desencadeiam intensa resposta inflamatória, liberando uma substância denominada tnf-alfa responsável pelo recrutamento de leucócitos, informação e aparecimento dos sintomas.

No esfregaço encontram-se alta quantidade de polimorfonucleares com diversas bactérias contidas em seu interior e a mudança da microbiota vaginal predominantemente lactobacilar pode provocar alguns processos infecciosos como no caso da gardnerella vaginalis.

Esses microrganismos podem ser cocobacilos gram-negativos ou gram-variáveis.

Cerca de quarenta a cinquenta por cento das mulheres que apresentam a gardnerella são assintomáticas e quando o pH vaginal é maior que quatro e meio ela pode se associar a várias outras bactérias aeróbicas e anaeróbicas, especialmente aos movimentos e ao micoplasma.

Essa infecção por múltiplas bactérias é definida como vaginose bacteriana.

Nota final

Como acabamos de observar a presença de loctobacillus no preventivo é uma condição normal e não configura uma condição clínica preocupante.

No entanto, quando ocorrem determinadas manifestações clínicas como o corrimento purulento, sangramento endocervical, fluxo vaginal anormal ou micção dolorosa uma condição associada a corrimento vaginal branco, acinzentado ou amarelado, deve ser analisada pelo médico ginecologista.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!