Comportamento

Por que bebês não devem assistir tv?

Por que bebês não devem assistir tv?

Você já ouviu dizer que não se deve expor bebês à telas?

O que os especialistas têm a dizer a respeito dessa afirmação?

Segundo um guia inédito lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com orientações para crianças com menos de 5 anos, as crianças devem brincar mais, dormir melhor e passar menos tempo em contacto com telas, como televisão, tablet e celulares. 

Mas tem problema deixar bebês assistirem TV?

Por que bebês não devem assistir tv?

Especialistas defendem que o fato de assistir TV ou vídeos ser prejudicial ou não ao bebê depende do tempo, da frequência e do contexto em que você deixa a criança pequena diante das telas dos aparelhos. Em geral, não há grandes problemas se o bebê for exposto à TV dentro da rotina da família. Ou seja, quando os pais estão assistindo a um programa favorito ou às notícias, desde que o som não seja alto demais.

Outro fato é que ninguém deve usar a TV ou nenhum tipo de equipamento electrónico para entreter a criança por longos períodos. Isso porque o bebê precisa de muitos outros estímulos de luz, cor e movimento” para desenvolver plenamente sua visão e audição.

No caso das telas, a atracção exercida sobre a criança acaba sendo imensa devido ao brilho que o aparelho emite e aos sons que pode fazer.

Como as crianças aprendem com os vídeos

É verdade que as crianças podem aprender algo novo enquanto assistem a um vídeo ou navegam em certos aplicativos.

Pesquisas mostram que crianças com até 2 anos até podem aprender algo em vídeos ou aplicativos, mas desde que estejam junto com os pais, responsáveis por repetir ou chamar a atenção para o que está sendo visto.

De vez em quando, por exemplo quando você quiser dar uma volta pela casa como para ir para o banheiro e não houver mais ninguém em casa, não tem problema usar um vídeo para deixar a criança entretida.

Com isso você deve perceber que não se trata de uma proibição de deixar sua criança assistindo a um conteúdo na tv ou ver algum vídeo no celular ou tablet, por exemplo, mas, como mencionamos acima, o risco depende do tempo, da frequência e do contexto em que você deixa a criança pequena diante das telas dos aparelhos.

É claro que haverá sempre situações em que será inevitável expor a criança à tela, como em casos em que a criança tenha que conversar com algum familiar por vídeo chamada.

Nesses casos não há problema nenhum em expor a criança a tela, mesmo antes de 1 ano e meio, segundo a recomendação da Academia Americana de Pediatria. Mas o acompanhamento dos pais é essencial para que o bebê entenda o que está acontecendo na tela.

Como isso pode afectar a criança

Na verdade, os médicos têm se preocupado com a forma como a interacção com esses equipamentos afecta o cérebro, que no bebê passa por rápidas transformações.

O receio é que a exposição exagerada a aparelhos electrónicos tenha impacto sobre a capacidade de concentração da criança. Além disso, pode incentivar uma vida mais sedentária.

O que pode estimular a inteligência da criança

Brincar é uma das melhores formas de estimular a inteligência da criança. Portanto, os bebês devem explorar o mundo fisicamente: brincando, tentando pegar ou montar um objecto, engatinhando etc.

É claro que você não precisa ignorar a tecnologia. É importante que a criança também desenvolva suas habilidades digitais — mas no tempo adequado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!