Comportamento

O que pode acontecer se prender o espirro?

A prática de prender o espirro é muito comum e todos nós já o fizemos em algum momento em nossas vidas. Na sala de aula, no trabalho ou até mesmo no meio de uma reunião importante, prender o espirro algumas vezes parece inevitável, já que espirrar no meio de outras pessoas pode parecer incômodo para os outros e até para nós mesmo.

Mas, o que realmente acontece com o nosso organismo quando prendemos o espirro?

Se você não sabe, o ar que sai de um espirro pode atingir uma velocidade superior a 160 quilômetros por hora, e ao evitá-lo, a pressão se volta para dentro da cabeça, podendo provocar tontura, ruptura dos tímpanos, e até mesmo inflamação.

O que você precisa entender é que o espirro é muito importante para o bem-estar das pessoas por ser um eficiente mecanismo de defesa do organismo diante da presença de partículas ou micróbios que causam irritação, como poeira, pólen, ácaros, vírus, bactérias e fumaça.

Ao prender o espirro, a pessoa mantém a secreção que seria expelida dentro das vias aéreas, o que pode levar a um quadro de sinusite. Resumindo, segurar espirro é muito mais perigoso do que parece e pode causar 4 problemas graves que você verá logo abaixo:

O que pode acontecer se prender o espirro: 4 Riscos de segurar o espirro

O que pode acontecer se prender o espirro?

  1. Se a pessoa que segurou o espirro tiver alguma secreção no nariz, esse material que não foi expulso do corpo pode ir para o ouvido e gerar uma inflamação;
  2. Em casos mais graves, segurar o espirro pode estourar o tímpano, a membrana com nervos, que fica dentro do ouvido e transmite as vibrações do ar para parte interna do canal auditivo;
  3. Antes de espirrarmos, nosso diafragma se contrai e enche o pulmão de pressão que, por sua vez, só é liberada quando liberamos o espirro. Se essa pressão não escapa, pode ser dirigida para outros lugares, como a pálpebra ou direto para o olho;
  4. Pode parecer inacreditável, mas segurar o espirro pode até causar fratura. O caso raro aconteceu com um paciente britânico que rompeu a parte de trás da garganta porque tentava não espirrar.

O que especialistas recomendam?

Especialistas recomendam que além de não evitar o espirro, a pessoa deve fazer higienização nasal com soro fisiológico para eliminar qualquer secreção que esteja se acumulando nas vias aéreas, evitando assim processos inflamatórios.

Mostrar Mais

Leia Também

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor desative seu bloqueador de anúncios! Usamos anúncios para garantir a manutenção deste blog. Portanto, se você deseja continuar lendo nosso conteúdo de forma gratuita, desative o seu bloqueador de anúncios e atualize a página!