Saúde e bem estar

7 exercícios para pessoas com deficiência

A prática de exercícios é muito importante para uma vida saudável e é recomendada para todas as pessoas, até as portadores de alguma deficiência. Entre várias outras coisas, a prática de exercícios físicos ajuda a melhorar a condição física e psicológica, que é o que todos necessitamos.

Se você não tem ideia de quais exercícios podem ser bons para pessoas com deficiência continue lendo esse artigo e saiba tudo logo abaixo com nossa lista de 6 exercícios que pessoas com deficiência podem fazer.

Exercícios para pessoas com deficiência

Exercícios para pessoas com deficiência
Exercícios para pessoas com deficiência

Ioga: Esse é um dos mais recomendados exercícios para pessoas com deficiência. A prática do Ioga pode trazer a pessoa com deficiência resultados como aumento da concentração, conquista de consciência corporal, aumento da força e relaxamento que é adquirido por meio dos exercícios de respiração.

Esse exercício é também recomendado para pessoas com deficiência física, que podem fazer os exercícios sentados com a ajuda de um bom profissional. Os benefícios mais comuns dessa prática incluem:

  • Melhora o sono;
  • Ajuda a ter mais foco;
  • Aumenta a força e a flexibilidade corporal;
  • Alivia o estresse, a ansiedade e a tensão;
  • Trabalha a capacidade pulmonar.

Rugby, futebol, basquete e outras modalidades: Entre outros esportes, esses foram adaptados para pessoas com deficiência devido a sua grande importância.

A prática desses esportes permite a interação social e o compartilhamento de experiências e de histórias de superação, favorece a inclusão e a socialização, promovendo enormes benefícios emocionais para quem os pratica, entre outras coisas.

Além disso, o esporte, como atividade física, traz diversos benefícios para a saúde, como a melhoria das funções orgânicas e aumento da força e da resistência muscular.

Natação: A natação também pode ser praticada por pessoas de diversas deficiências, como paraplégicos, pessoas com deficiência visual e de paralisia cerebral. Este, que é Conhecido por ser um dos esportes mais completos que existe pode trazer benefícios como:

  • Diminuição do peso corporal;
  • Redução de dores e espasmos musculares;
  • Melhora a autoestima;
  • Favorece a coordenação motora;
  • Promove descontração e criatividade;
  • Melhora a circulação;
  • Estimula a socialização;
  • Oferece consciência corporal;
  • Proporciona momentos de lazer;

Contudo, vale lembrar que pode ser necessário orientação e acompanhamento, mas isso não representa um problema diante dos benefícios — físicos, terapêuticos e psicossociais — que esse esporte traz para a pessoa com deficiência.

Artes marciais: Judô, karatê, kung-fu, jiu-jitsu e muay-thay são algumas das artes marciais adaptadas para pessoas com deficiência. Para além de oferecer ao praticante a capacidade de defesa, a prática dessas actividades também oferece a possibilidade de conhecer melhor o corpo e trabalhar o equilíbrio — físico, mental e espiritual —, fazendo com que ele se sinta mais confiante.

Além disso, as artes marciais também ajudam no fortalecimento muscular e concedem mais disposição para quem as pratica. E, já que são exercícios completos, ajudam a manter a saúde em dia e o corpo sempre em forma.

Dança: A dança é uma atividade que oferece muitos benefícios para as pessoas com deficiência. Além de ser um ótimo exercício aeróbico, a música e os movimentos ajudam a desenvolver a criatividade e as capacidades motoras — elementos essenciais para as mudanças sociais e psicológicas.

Artigos Relacionados

Essa atividade ajuda até pessoas com deficiência auditiva, já que eles percebem a música por meio das vibrações sonoras que ela emite, tornando a experiência extremamente calmante. E mais, a dança também cria momentos de convívio que melhoram a autoestima e o entusiasmo, sendo um fator favorável para a socialização e percepção de si mesmo.

Conclusão

Para portadores de deficiência: É importante conhecer a importância dos exercícios para a sua saúde e mesmo que tenha conhecimento de quais exercícios possa fazer, é recomendado consultar seu médico, pois, dependendo da sua deficiência, ele saberá o que mais lhe instruir.

Leia também:

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!