ComportamentoRelacionamento

O que é pecado no casamento evangélico?

O que é pecado no casamento evangélico? O que um casal evangélico pode fazer entre quatro paredes?

Os cristãos ouvem frequentemente que todo o sexo fora do casamento é pecado. E isso muitas vezes leva-os a presumir o oposto: todo o sexo dentro do casamento é bom.

A verdade é que o casal evangélico também pode envolver-se em práticas sexuais pecaminosas em sua vida sexual.

A Bíblia não diz o que o casal pode ou não pode fazer na cama durante a relação sexual pelo facto de não ter nada escrito em relação a isso.

Contudo, para responder à pergunta inicial deste artigo (O que é pecado no casamento evangélico?), nós vamos examinar alguns princípios bíblicos que nos permitem chegar a algumas conclusões e que devem ser adotados dentro da relação de um casal evangélico. Confira!

O que um casal evangélico pode fazer entre quatro paredes?

O casal pode fazer tudo o que lhe proporciona prazer e seja do consentimento do homem e da mulher, desde que não constitua imoralidade sexual, que a Bíblia condena. Saiba mais sobre esse ao longo desse artigo.

O que é pecado no casamento evangélico?

Em primeiro lugar precisamos entender que ao contrário do que algumas pessoas pensam o sexo não foi criado pelo diabo, ele foi criado por Deus para ser desfrutado dentro do casamento.

Foi Deus que criou os órgãos sexuais do homem e da mulher e não somente para a procriação, mas também para o prazer e uma das provas disso é que Deus criou na vagina da mulher algo que se chama clitóris e que serve única e exclusivamente para gerar a sensação de prazer na hora do sexo.

O sexo dentro do casamento não é algo sujo e muito menos pecado, mas é claro que devemos tomar cuidado com algumas práticas e vamos começar falando sobre sexo anal, pode ou não pode?

Sexo anal

A bíblia condena o sexo anal quando fala a respeito de práticas realizadas pelos sodomitas, mas entre um homem e uma mulher também é condenado por Deus.

Não é novidade para ninguém que o ânus ele tem a função de expelir as fezes, então a prática do sexo anal é principalmente uma questão de saúde.

Um casal que prática o sexo anal pode contrair problemas de saúde e o ânus ele não foi criado para a penetração do órgão sexual, não foi criado para entrar nada, foi criado para expelir coisa suja, coisa que não presta mais no nosso corpo.

Artigos Relacionados

Existem homens que têm o desejo de realizar essa prática e colocam as suas esposas em uma situação desconfortável e isso com certeza não agrada.

A prática do sexo anal constitui imoralidade sexual, e isso a Bíblia condena.

Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; Gálatas 5:19

Sexo oral

A boca também não é um órgão sexual.

Pode sim ser usada nas preliminares como forma de estimular o desejo sexual e se for uma situação confortável para os dois não têm por que não fazer.

Agora, o que não pode ser feito é usar a boca como única forma de praticar o sexo, com a finalidade de chegar ao orgasmo deixando por exemplo que o seu parceiro ejacule na sua boca.

Fantasias, vibradores e produtos eróticos

Será que é errado a mulher se vestir com algumas fantasias ou algumas roupas sensuais para apimentar a relação?

Isso não é pecado. A mulher pode sim estimular o desejo do seu parceiro com fantasias, desde que não envolvam outras pessoas como por exemplo usando vibradores e outras coisas mais para ter aquela sensação de que existe uma terceira pessoa no ato sexual.

Pode usar óleo, pode usar gelo, pode fazer massagem o que não pode é fazer algo que venha ferir, humilhar ou machucar seu parceiro.

Assistir a filmes pornográficos

Os filmes pornográficos são atos de prostituição e promiscuidade e o casal evangélico não deve levar isso para o seu leito conjugal.

Nos filmes pornográficos existem práticas que ferem os princípios estabelecidos por Deus para o relacionamento sexual como por exemplo o sexo grupal.

Deus criou o sexo para ser praticado por um homem e uma mulher (Gênesis 1:27-28) e não é nada bom assistir a esses filmes para estimular o desejo sexual.

Masturbação

Pode ou não pode?

Bom, se for usado como um estímulo, como uma preliminar, como uma carícia estimulando o desejo sexual, pode sim.

O que não pode é usar a masturbação como forma simplesmente de chegar ao orgasmo.

Posições na hora do sexo

A Bíblia não fala acerca de posições e o sexo não é só papai e mamãe.

Desde que exista mútuo consentimento, o casal é livre para fazer sexo na posição que achar mais gostoso, e que achar mais prazeroso.

Portanto, o casal pode praticar sexo na posição que quiser.

Nota final

O casal evangélico deve desfrutar do corpo um do outro de forma que venham proporcionar prazer um ao outro porque foi para isso que Deus criou o sexo (Gênesis 2:24).

Não somente para a procriação mas para o casal desfrutar de momentos de prazer, intimidade, comunhão e unidade.

No entanto, é preciso que o casal evangélico compreenda que entre quatro paredes não vale tudo para que não usem o corpo como instrumento para o pecado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!