Curiosidades

Como é feito o vidro? Saiba tudo sobre como é fabricado o vidro

Você já parou para se perguntar sobre como é feito o vidro e qual é o material utilizado no seu processo de fabricação?

O vidro é um material comum e geralmente é utilizado para diversas finalidades, como decoração, proteção e segurança de diversos estabelecimentos bem como veículos.

Em muitas situações, é usado para tornar visível algo que se quer expor ao público ao mesmo tempo em que se protege o mesmo objecto.

Como é feito o vidro?

Como é feito o vidro?

O vidro é feito de materiais facilmente encontrados na natureza. A fórmula do vidro é composta por (72%) areia, (11%) calcário, (14%) barrilha (carbonato de sódio), (2%) alumina (óxido de alumínio) e (1%) corantes ou descorantes.   

Esses materiais são misturados e processados para garantir que não há impurezas. A mistura é depositada em um forno industrial que pode chegar a altas temperaturas, próximas a 1.600ºC, que garante o derretimento até que a composição se torne um único líquido viscoso. Depois disso é hora do banho float.

O banho float é um processo onde o vidro é despejado, ainda no estado líquido, em uma banheira de estanho de 15cm de profundidade. O estanho, por ser mais denso, faz com que o vidro flutue e fique completamente plano. A separação acontece da mesma forma que a reacção entre água e óleo.

Mas ainda não é o fim. Dentro da banheira existem roletes que determinam a espessura do vidro. Quanto mais rápido eles giram, menor a espessura. Quanto mais lenta é a passagem, mais espesso o vidro ficará.

Depois de ter o formato e a espessura já definidos, é hora de resfriar o vidro. Esse processo necessita de duas etapas: a câmara de re-cozimento e o resfriamento ao ar livre.

O resfriamento deve ser bem feito, pois esse é o processo para evitar quebras no vidro. A câmara fria conta com sopradores que resfriam a peça de forma gradual até que ela atinja 250ºC.

Depois disso a peça vai para as esteiras, mas dessa vez ao ar livre. Esse processo faz com que o vidro seja resfriado de forma natural, mantendo as suas propriedades.

O passo a seguir: Testes de qualidade do vidro

Depois do processo de fabricação do vidro é necessário um teste ou uma inspeção rígida antes de ser feito o corte, garantindo que todo o processo correu bem. Assim, nenhuma peça defeituosa será entregue ao cliente final.

Durante o processo é usado um scanner de alta tecnologia que detecta pequenas falhas no vidro, como bolhas de ar e impurezas que possam ter grudado no material. Essa análise é seguida por uma checagem de cor para garantir os padrões de qualidade.

Os vidros que passam no teste vão para o corte em chapas e distribuição. Já as peças que apresentam algum defeito são quebradas e retornam ao início do processo para fabricação, em um ciclo 100% reciclável.

E falando em reciclagem vamos aprender agora como o vidro é reciclado.

Reciclagem do vidro

O vidro é um material 100% reciclável – o que significa que ele pode ser usado na fabricação de outro vidro sem perder a qualidade. Essa é uma das grandes vantagens do vidro.

Nesse processo os vidros devem ser separados por tipo e cores. O vidro comum funde a uma temperatura a mais de 1000ºC, enquanto que a temperatura de fusão da fabricação do vidro é de 1600ºC.

Isso permite uma economia de energia e água, maior durabilidade dos fornos e ainda reduz a extração, beneficiando o meio ambiente.

O vidro usado retorna às vidraçarias em que é lavado, triturado e os cacos de vidros são misturados da mesma forma de como é feito o vidro: areia, calcário, sódio, barrilha, alumina e descolorante.

Como surgem os diferentes tipos de vidros

Diferentes tipos de vidros
Diferentes tipos de vidros.

Você pode se perguntar o que acontece para que alguns vidros sejam diferentes dos outros.

Na verdade, isso acontece num processo logo após a fabricação do vidro, esse processo chama-se beneficiamento. Nesse processo as diferentes técnicas aplicadas resultam em diversos tipos diferentes de vidro.

Cada tipo de vidro conta com características próprias, adquiridas para usos específicos. O vidro temperado, por exemplo, é resultado de um processo de têmpera.

Existem ainda vários outros tipos de vidro criados a partir do beneficiamento: laminado; insulado; serigrafado; esmaltado; impresso; auto-limpante e muitos outros.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!