11 Lugares para visitar em Lisboa.


A capital portuguesa Lisboa fica no oeste da Península Ibérica, onde o Rio Tejo encontra o Oceano Atlântico. Estabelecida há quase 3.000 anos, ela é séculos mais antiga do que Roma, Paris e Londres.

Desde os primeiros dias como um posto fenício até a expansão em um gigante comercial do século XVI, do grande terremoto de 1755 à sua gloriosa reconstrução, Lisboa tem sido uma cidade de fortunas instáveis.

Como uma cidade cuja jornada sempre esteve ligada ao mar, não é surpreendente que muitos de seus marcos históricos mais importantes estejam ao longo da orla.

11 Lugares para visitar em Lisboa

Aqui estão os melhores lugares para visitar em Lisboa:

1. Torre de Belém e Monumento dos Descobrimentos

Torre de Belém e Monumento dos Descobrimentos

Erguida às margens do Rio Tejo, a elegância fortificada da Torre de Belém é um lembrete do prestígio e do poder português nos dias antigos.

Rio acima, está o Monumento aos Descobrimentos, que homenageia os marinheiros mais venerados da nação, como o Infante Dom Henrique, o Navegador, Vasco da Gama e Fernão de Magalhães.

2. Mosteiro dos Jerónimos e Museu Marítimo

Mosteiro dos Jerónimos

No Mosteiro dos Jerónimos você fará uma viagem pelo passado marítimo de Lisboa. Vasco da Gama passou sua última noite em oração nesse local, antes de partir em sua viagem épica para o Oriente, em 1497.

O vasto mosteiro de hoje foi financiado pela incrível riqueza que as rotas de especiarias de da Gama trouxeram para a cidade.

Esse vasto complexo de mosteiro também abriga o museu marítimo da cidade, que preserva relíquias da era de ouro da navegação portuguesa.

No início do século XIX, os governantes de Portugal forçaram os monges residentes a desocupar o amado mosteiro.

3. Confeitaria de Belém

Cinco gerações depois, a Confeitaria de Belém, vizinha ao mosteiro, serve mais de 20 mil pastéis de nata por dia para devotos que adoram doces, e a receita continua sendo segredo até hoje.

4. O Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia e Oceanário

O Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia e Oceanário

Depois de se deliciar com o melhor pastel de nata do mundo, siga para os mais novos horizontes da criatividade no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia.

Mais adiante, o amor dos portugueses pelo mar continua no aclamado Oceanário da cidade, onde centenas de espécies nadam em celebração ao oceano global.

5. Ponte Vasco da Gama e Praça do Comércio

Ponte Vasco da Gama

Do Oceanário, suba a bordo do bondinho e siga rio cima novamente, para ter uma vista completa para a cidade e a Ponte Vasco da Gama, que tem 18 km e é a mais longa da Europa.

Na orla, você também encontrará a grande entrada da cidade, a Praça do Comércio.

Essa enorme praça no centro da Baixa de Lisboa já foi o endereço do Palácio Real, até um fatídico dia de Todos-os-Santos, em novembro de 1755, quando um desastre natural mudou Lisboa, e a Europa, para sempre.

No Lisboa Story Centre, sinta os devastadores tremores desse terremoto de seis minutos e o terror do tsunami e dos cinco dias de incêndios que o seguiram.

O terremoto destruiu 85% da cidade, mas com a calamidade, veio a oportunidade. Dentro de um ano, a reconstrução de Lisboa estava bem encaminhada.

Avenidas largas substituíram os abarrotados becos medievais antigos e uma arquitetura elegante e resistente a terremotos nasceu: o estilo pombalino.

6. Museu Calouste Gulbenkian e Fábrica LX

Museu Calouste Gulbenkian

A leste, no Museu Calouste Gulbenkian, há mais uma das grandes coleções do mundo. Os seis mil tesouros artísticos e antiguidades do museu representam a vida de aquisições do magnata do petróleo Gulbenkian.

O amor de Lisboa pela criatividade não está apenas nas suas galerias; você o encontrará em projetos de renovação urbana, como a Fábrica LX, que deu vida nova às fábricas de tecido da cidade que estavam paradas há muito tempo.

7. Mercado da Ribeira

Há muita criatividade nas mesas comuns do Mercado da Ribeira, onde alguns dos mais inovadores chefs e cervejeiros da cidade reinterpretam tradições antigas.

Lisboa sempre foi uma cidade de descobertas. Então, se quiser explorar um pouco mais além, verá que a aventura não tem fim.

8. Cascais

Cascais

Cerca de 30 km a oeste da cidade está Cascais, uma antiga vila de pescadores que foi acordada de seu sono quando a nobreza de Lisboa descobriu suas baías douradas no final do século XIX.

9. Sintra

Outro local de lazer dos monarcas de Portugal era Sintra, lar do Palácio de Verão.

A meia hora de carro ao noroeste de Lisboa, Sintra é mais do que um destino de fim de semana, é uma viagem a um conto de fadas.

Hans Christian Andersen caiu sob o feitiço de Sintra, voltando várias vezes e dizendo ser o lugar mais bonito de Portugal.

10. Parque Natural de Sintra-Cascais

Parque Natural de Sintra-Cascais

De Sintra, basta uma curta viagem de carro para chegar ao incrível litoral do Parque Natural de Sintra-Cascais.

Passe uns dias explorando algumas das praias mais lindas da Europa, como a Praia das Maçãs, chamada assim por causa dos frutos caídos de pomares próximos que eram levados pelo rio até a areia.

11. Adraga e Ursa

Aventure-se em direção sul e explore as praias remotas de Adraga e Ursa, onde as ondas atlânticas criaram um belo litoral digno da Odisseia de Homero.

No Cabo da Roca, suba até o topo do penhasco, que até o século XIV era considerado o fim do mundo. No ponto mais ocidental da Europa continental, a quase 122 metros das ondas do Oceano Atlântico, é fácil entender por que os marinheiros de Lisboa se sentiram atraídos para ver o que estava além desses horizontes distantes.

Mas não importam as maravilhas que viam nem as riquezas que encontravam, eles sempre desejavam retornar à sua cidade: Lisboa, a Rainha do mar.

Mais artigos: