Se é uma pessoa retraída durante toda a sua vida, provavelmente já ouviu alguns conselhos bem-intencionados: tudo o que tem de fazer é sorrir e acenar; basta ir ter com eles e falar com eles ou; eles não mordem.

Claro que este conselho vem muitas vezes de pessoas que têm pouca (ou nenhuma) experiência com a timidez.

A timidez crónica vai além dos breves sentimentos de preocupação e nervosismo que a maioria das pessoas experimenta em certas situações, como no primeiro dia de um novo emprego.

Os indivíduos verdadeiramente tímidos tendem a sentir-se inseguros e desconfortáveis na maioria das situações sociais.

Tomar a iniciativa de conhecer novas pessoas pode fazê-lo tremer, suar, e sentir-se desconfortável.

Duvida que outras pessoas estejam interessadas em si e preocupam-se com o que a outra pessoa pensa de si durante uma conversa.

Em suma, a timidez não pode ser simplesmente descartada com um sorriso.

Como vencer a timidez com essas 8 dicas

A timidez não costuma desaparecer por si só, mas as 8 tácticas seguintes têm o potencial de o ajudar a sentir-se mais confiante com os outros e consigo próprio. Confira:

1)  Pesquise as razões da sua timidez

Os especialistas concordam em grande parte que a timidez é causada por uma mistura de componentes, como: genética, ambiente da infância, experiências de vida etc.

Por exemplo, a experiência de assédio, viver num bairro inseguro ou mudanças relevantes na dinâmica familiar devido ao divórcio ou morte.

Todos estes componentes podem ser prejudiciais para a forma como se interage com as outras pessoas.

Quando descobrir de onde vem a timidez, terás a oportunidade de descobrir as ferramentas certas para ultrapassar o seu medo.

2) Participe mais conscientemente em conversas

Se for um introvertido, o diálogo informal pode ser stressante.

Mesmo que tenha muito a dizer sobre um determinado tópico, preocupar-se com o que a outra pessoa do outro lado da conversa possa estar a pensar pode tirar essas ideias ou piadas da sua cabeça.

Uma vez envolvido no que o seu parceiro de conversação está a dizer, pode deixar de se preocupar em soar embaraçoso ou mencionar algo embaraçoso.

Poderá achar mais fácil reconhecer quando partilhar os seus pensamentos naturalmente, e por agora, não terá medo de fazer uma pergunta.

3) Estar aberto

Muitas pessoas tímidas sobrevivem às relações sociais por detrás de uma máscara de confiança.

No entanto, “fingir” não funciona para todos. Se colocar uma facha de ousadia que não sente realmente, pode ter ainda mais medo de que todos vejam através de si.

Não faz mal aceitar que está nervoso, ou deixar que os outros em geral saibam que se quer estabelecer num conjunto ao seu próprio ritmo.

Os indivíduos podem até dizer-lhe o quanto apreciam os seus esforços. E a sua atitude positiva tem o potencial de apoiar autenticamente a sua autoconfiança.

4) Obter apoio

Ter a ajuda de alguém de confiança pode ajudá-lo a sentir-se mais confortável nas situações que mais o assustam.

É claro que não pode levar alguém consigo a cada momento, mas a iniciativa é ocasionalmente sentir-se pronto a enfrentar estas situações sozinho.

Peça a um amigo, familiar ou colega de quarto para se juntar a si na próxima vez que fizer alguma coisa, quer seja uma noite de trivialidades, uma festa, ou apenas compras.

A sua presença pode pô-lo à vontade para o ajudar a navegar sem tropeçar nas suas palavras ou esquecer o que ele estava a tentar dizer.

E não se esqueça que interagir com os seus entes queridos é outra forma de melhorar as capacidades de comunicação.

5) Reconhecer os benefícios da timidez

Poderá ter dificuldade em abrir-se a novas pessoas, ou poderá sentir-se um pouco desconfortável quando tiver de falar com alguém.

Isto pode significar que não é tão provável que faça amigos ou encontros com pessoas mais extrovertidas, mas um pouco de precaução nunca faz mal.

Manter-se discreto ao conhecer novas pessoas dá-lhe a oportunidade de aprender mais sobre elas antes de mergulhar directamente numa amizade ou interacção.

6) Evitar não é a resposta

Evitar eventos sociais é muitas vezes mais seguro do que tentar fazer amigos e falhar. Evitar as pessoas pode protegê-lo da rejeição, mas o lado negativo é que ainda se pode enfrentar a solidão.

Se quiser expandir o seu círculo de amigos, terá eventualmente de encontrar uma forma de se ligar a outros.

7) Aceite-se a si próprio

Qualquer que seja o início da sua timidez, em última análise é apenas uma parte de quem você é.

Pode trabalhar para se tornar menos retraído, mas se a sua timidez não estiver a causar problemas, pode não precisar de trabalhar para a ultrapassar.

8) Fale com um terapeuta

A timidez em si mesma não é uma patologia da mente, mas à medida que se envelhece, pode levar a perturbações emocionais indesejadas.

Se nada parece ajudá-lo a relaxar em situações sociais, consultar um profissional pode ser um bom próximo passo.

Conclusão

Embora a timidez nem sempre seja motivo de preocupação, pode impedi-lo de se ligar aos outros e fazer com que se sinta só quando anseia por intimidade.

Se a sua timidez está a dificultar-lhe a construção das relações íntimas que deseja, consulte um terapeuta que o pode ajudar a compreender melhor os componentes subjacentes, estabelecer objectivos atingíveis, e trabalhar na sua auto-aceitação.

Mais artigos: