Fazer a precificação dos seus produtos depende de uma série de fatores internos e externos do seu negócio.

Um desses fatores é a margem de lucro. Mas você sabe como calcular a margem de lucro ideal para o seu negócio?

Qual a percentagem que eu devo ganhar em cima de cada produto? Calma que nós vamos te explicar tudo isso nesse artigo.

A primeira coisa que você precisa entender é que a margem de lucro é diferente do lucro em si.

Bem, como sim? Isso mesmo! Basicamente, o lucro é a diferença entre o valor de venda e o valor de custo daquele produto.

margem de lucro é uma percentagem obtida da relação entre o lucro e o faturamento total do negócio.

Então a formula para calcular a margem de lucro seria essa aqui:

Margem de lucro = lucro/receitas totais e, no final, você multiplica por 100.

Quer um exemplo na prática? Então vamos a isso! Vamos supor que você trabalha com vendas de roupas e você comprou no seu fornecedor uma blusa que custou $20 e você está vendendo na sua loja essa mesma blusa por $50.

Então, como a margem de lucro é o lucro dividido pela receita, a conta ficaria mais ou menos assim: o lucro, nesse caso, seria $30, já que nós estamos vendendo essa blusa a $ 50 e compramos a $20.

Assim, a diferença dos dois dá $ 30. Então, esse seria o nosso lucro. Agora pegamos esses $30 e dividimos por $50, que é o valor de venda desse item. Isso vai dar 0,6 que, multiplicando por 100, dá 60%.

E isso quer dizer que 60% do valor de venda dessa blusa é lucro. Mas lembrando que isso é o lucro bruto ou margem bruta.

Margem de lucro líquida

Como calcular a margem de lucro

No caso anterior nós não analisamos outras despesas do negócio, olhamos apenas na relação entre o preço de venda e o custo daquele produto.

E além da margem de lucro bruta, nós também temos a margem de lucro líquida que, além dos custos relacionados ao produto em si, também contempla outros custos como, por exemplo, impostos, tributações e despesas gerais do negócio.

Assim, a fórmula para calcular a margem de lucro líquida é:

Margem líquida = lucro líquido (após os impostos) /receita total.

E no final precisamos multiplicar por 100.

Voltando para o nosso exemplo anterior, se você paga 6% de imposto sobre essa venda de $50, daria um total de $3 de imposto.

Então, nesse caso, o lucro que era de $30 já cai para $27, ou seja, a sua margem de lucro líquida ficaria assim: 27/50 vezes 100, o que dá um total de 54%.

Essa seria a sua margem de lucro líquida. Mas, você pode perguntar, como que eu sei se a margem de lucro que estou colocando nos meus produtos é a ideal?

Como já mencionamos, não existe uma resposta certa para isso.

Para saber como calcular o seu preço de venda e entender se a margem de lucro que você colocou está correcta para o seu negócio, você vai precisar de ter um olhar mais amplo.

Por exemplo, se a sua empresa está passando por um momento difícil ou de instabilidade, talvez seja interessante ela aumentar a competitividade perante os seus concorrentes. Para isso, você pode decidir diminuir a sua margem de lucro e aumentar a quantidade de vendas.

Agora, se o mercado está oportuno e a procura cresceu nos últimos meses, neste caso vale a pena você pensar em aumentar sua margem de lucro.

Viu só como não existe essa de “margem de lucro ideal para todas as empresas”? O que existe é uma margem de lucro ideal para cada momento e para cada empresa.

3 dicas adicionais

Agora, momento crucial desse artigo: pega essas dicas que vamos te dar para te ajudar a definir qual é a margem de lucro ideal para o seu negócio.

1. Precificar corretamente os seus produtos

Você precisa precificar corretamente os seus produtos. E isso pode ser feito através de uma fórmula que se chama markup, que leva em consideração vários fatores que são importantes para cada empresa.

2. Considerar os seus custos, despesas fixas e variáveis

Outro ponto importante é você considerar os seus custos e despesas fixas e variáveis.

Jamais (em hipótese alguma) defina sua margem de lucro com base naquilo que você quer ganhar ou no que você acha que você merece ganhar.

É fundamental considerar elementos como: mão de obra, matéria-prima, quantidade de horas trabalhadas, aluguel e por aí vai.

3. Saber diferenciar o lucro da margem de lucro

Como foi abordado no início do artigo, é fundamental saber diferenciar o lucro da margem de lucro, para depois focar, de fato, na margem de lucro, que é a percentagem.

Assim, consegue-se precificar os itens de acordo com a procura que ele tem no mercado.

É essencial ter consciência de tudo que entra e do que sai do caixa da sua empresa, porque assim você vai conseguir traçar melhor os objetivos e vai conseguir definir uma percentagem para colocar em cima dos produtos.